Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Invasão salgada do Baixo Vouga agravada por furto de portas de água, diz autarca

Lusa Visão Verde

  • 333

Aveiro, 09 abr (Lusa) - O furto de portas de água, devido ao abandono do sistema de muros e comportas do Baixo Vouga, contribuiu para o rompimento da defesa dos campos agrícolas, que estão agora salinizados, sustentou hoje a Câmara de Estarreja.

Em declarações hoje à Lusa, o presidente da Câmara, José Eduardo Matos, disse que alertou, em janeiro, a Agência Portuguesa do Ambiente (Apambiente) para os riscos da situação e nada foi feito, pelo que os arrombamentos nas margens vieram agravar uma situação que já era difícil.

O autarca confirma que os muros de proteção dos esteiros de Estarreja e Canelas abriram rombos na margem sul, provocando a invasão dos campos agrícolas do Baixo Vouga pela água salgada, o que atribui também ao desleixo das entidades com tutela na área.