Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Groundforce recusa pagar aumento das rendas nos aeroportos e quer negociar com a ANA

Lusa Visão Verde

  • 333

Lisboa, 28 jan (Lusa) -- A Groundforce recusa-se a pagar o aumento das rendas nos aeroportos de Lisboa e do Porto, realçando que vai negociar com a ANA a reafetação dos espaços para reduzir o valor, que em 2013 aumentou cerca de 3%.

O presidente executivo da Groundforce, Carlos Paz, disse à Lusa que os aumentos foram comunicados no final de dezembro e, que apesar de ainda não saber quanto representa na estrutura de custos, a empresa de 'handling (serviços em terra de apoio ao transporte aéreo) "não consegue suportar".

"Não vamos pagar, porque não podemos. A ANA vai ter que ficar com alguns espaços para rentabilizar de outra maneira para conseguirmos reduzir a fatura", adiantou Carlos Paz, que já se reuniu com o presidente da gestora aeroportuária, Jorge Ponce Leão, que, disse, "compreendeu perfeitamente os argumentos da Groundforce".