Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Foz Tua: Nova missão da UNESCO visita o Douro em finais de julho

Lusa Visão Verde

  • 333

Vila Real, 27 jun (Lusa) -- O abrandamento das obras na Barragem de Foz Tua manter-se-á até às conclusões do relatório que será feito pela nova missão da UNESCO, que se vai deslocar ao Douro em finais de julho, disse o embaixador português.

Durante a reunião do Comité do Património Mundial da UNESCO, que decorre em São Petersburgo, Rússia, foi rejeitada uma proposta do Centro do Património Mundial que previa a imediata suspensão dos trabalhos de construção da Barragem de Foz Tua por causa dos impactos "graves" e "irreversíveis" que vai provocar no Alto Douro Vinhateiro (ADV).

De acordo com esta proposta, a construção da barragem, entre os concelhos de Alijó e Carrazeda de Ansiães, poderia colocar em causa o estatuto do ADV como Património Mundial.