Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

FESAP mantém recusa em aprovar Lei Geral do Trabalho em Funções Públicas mas tentará "melhorar" alguns aspetos do diploma

Lusa Visão Verde

  • 333

Lisboa, 06 nov (Lusa) - O secretário-geral da Frente Sindical da Administração Pública (FESAP), Nobre dos Santos, garantiu hoje que não dará acordo à Lei Geral de Trabalho em Funções Públicas mas tentará, durante o período de consulta pública, "minimizar" efeitos negativos do novo diploma.

"Foi uma reunião bastante coloquial com abertura para discutir as diferentes matérias, mas não há nenhuma situação que se possa aproximar de um qualquer entendimento. Há aspetos que poderão ser melhorados mas isto não significa que haja qualquer acordo", disse Nobre dos Santos à saída de uma reunião suplementar com o secretário de Estado, Hélder Rosalino, que demorou cerca de três horas.

"O que nós estamos a fazer é a tentar minimizar os efeitos negativos que existem sobre os trabalhadores nesta lei, nomeadamente ao nível da negociação coletiva", disse.