Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Estradas: Autarca de Ferreira do Alentejo (PS) acusa Governo de "irracionalidade económica"

Lusa Visão Verde

  • 333

Ferreira do Alentejo, 19 set (Lusa) - O presidente da Câmara de Ferreira do Alentejo (PS) acusou hoje o Governo de ter cometido uma "irracionalidade económica" ao suspender a construção de lanços da A26, nos quais já foram gastos "muitos milhões de euros".

O "abandono" da construção dos lanços entre Santa Margarida do Sado e Beja da A26, que está incluída na subconcessão Baixo Alentejo e deveria ligar Sines a Beja, "significa uma completa irracionalidade económica, que, nos tempos que correm, deveria ter sido muito mais pensada e não ter sido tomada de ânimo leve", disse Aníbal Costa à agência Lusa.

Segundo o autarca, o Governo "desperdiçou meios públicos de muitos milhões de euros" em obras dos lanços da A26 agora suspensos e que "já estão no terreno e não vão ter qualquer tipo de utilização".