Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Eólicas de Portugal admite necessidade de mais 500 MW de potência eólica

Lusa Visão Verde

  • 333

Viana do Castelo, 23 jul (Lusa) - O presidente do consórcio Eólicas de Portugal (ENEOP), responsável pela instalação de 1.200 MegaWatt (MW) de potência eólica, admitiu hoje que existem condições para atribuição de mais de 500 MW para produção daquela renovável em Portugal.

Segundo Aníbal Fernandes, a análise ao mercado da eletricidade em Portugal, numa altura em que o consórcio ENEOP já instalou 1.000 MW da licença de que dispõe, permite concluir que "há espaço" para mais cerca de 500 MW de potência eólica em terra.

Questionado pela Lusa, o responsável admitiu que o consórcio ENEOP estaria disposto a analisar esse cenário, caso venha a ser equacionado pelo Governo. Até porque, além da "necessidade" que identifica, as fábricas daquele cluster eólico instaladas em Portugal, que empregam diretamente cerca de 1.850 pessoas, "têm capacidade para dar resposta" a essa eventual procura.