Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Energia: Há um risco real das tarifas destruírem os benefícios da concorrência - DECO

Lusa Visão Verde

  • 333

Lisboa, 04 jul (Lusa) -- A DECO considera que existe "um risco real" dos operadores no mercado da energia "seguirem a tarifa regulada, provisória, fixada pela ERSE, que servirá de teto máximo", eliminando os eventuais benefícios decorrentes da concorrência num mercado liberalizado.

"Temos quatro ou cinco grandes empresas que operam no mercado ibérico. São poucos atores por definição, não se prevê a entrada de novos operadores e portanto há um risco real destes operadores seguirem a tarifa regulada, provisória, que vai ser fixada pela ERSE e que sirva com teto máximo", afirmou em declarações à Lusa Vítor Machado, economista da DECO e representante dos consumidores no Conselho Tarifário da Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE).

"Portanto, não haverá uma verdadeira concorrência, no sentido de haver uma busca de quota de mercado, mas um alinhamento por um preço máximo estabelecido pela ERSE, em que os benefícios da concorrência se esbatem neste número reduzido de operadores", acentuou o mesmo responsável, à margem de uma conferência promovida pelo Diário Económico, subordinada ao tema da 'Energia: os desafios da liberalização do mercado'.