Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Dirigentes do PSD da Lousã renunciam aos cargos exigindo obras na ferrovia

Lusa Visão Verde

  • 333

Lousã, 22 mai (Lusa) -- Os dirigentes do plenário do PSD da Lousã renunciaram às funções partidárias em protesto contra o incumprimento das promessas do Governo de concluir as obras no ramal ferroviário da Lousã, revelou hoje um dos demissionários.

"Fomos tendo paciência e compreensão", disse à agência Lusa o presidente da mesa do plenário da Secção da Lousã do PSD, Filipe Soares, lamentando "não ter havido vontade política de resolver a situação".

Iniciadas em dezembro de 2009, as obras para implantar o metro no Ramal da Lousã pararam algum tempo depois, por decisão do executivo de José Sócrates, que tinha avançado com o empreendimento, através da REFER e sem recorrer aos apoios comunitários.