Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Cortes nas pensões a atribuir a partir de 2014 permitia poupar apenas 8 milhões de euros - Rosalino

Lusa Visão Verde

  • 333

Lisboa, 29 out (Lusa) - O secretário de Estado da Administração Pública revelou hoje que caso a aplicação do regime de convergência entre a Caixa Geral de Aposentações e a Segurança Social fosse aplicado apenas às pensões a atribuir a partir de 2014, a poupança seria somente de 8 milhões de euros.

Hélder Rosalino procurava assim justificar a proposta do Governo relativa à convergência de pensões entre o setor público e o setor privado, que reduz em 10% as pensões de valor superior a 600 euros, bem como o montante que o Governo estima poupar em 2014.

"Se esta alteração fosse apenas constituída para o futuro, o impacto desta medida era muito reduzido. O impacto só seria sentido a médio e a longo prazo", referiu o secretário de Estado, que está a ser ouvido na comissão parlamentar de Orçamento, Finanças e Administração Pública.