Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Cobrar portagens nas ex-SCUT absorve 29% das receitas arrecadadas

Lusa Visão Verde

  • 333

Lisboa, 11 jun (Lusa) - O presidente da Estradas de Portugal, António Ramalho, afirmou hoje que o sistema de cobrança de portagens nas ex-SCUT absorve 29% do valor cobrado aos utilizadores e representa cerca de 4% dos custos da empresa.

Na conferência de imprensa de apresentação dos resultados, António Ramalho adiantou que o custo de cobrança de portagens mais do que duplicou em 2012, em relação ao ano anterior, de 17 para 42 milhões de euros, naquele que foi o primeiro ano completo de receita de portagens nas ex-SCUT (vias sem custos para o utilizador).

As ex-SCUT do Grande Porto e do Interior Norte são aqueles onde os custos de cobrança de portagem representam uma maior percentagem do valor arrecadado, de 43% e de 41%, respetivamente.