Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

China/Lusofonia: Dos quatro cantos do mundo até Macau

Lusa Visão Verde

  • 333

Macau, China, 02 nov (Lusa) - Vieram de longe, de muito longe e a maioria tem em comum um passado ligado a Portugal, à descolonização ou a uma universidade portuguesa, mas hoje vivem em Macau encarando a cidade como a sua casa.

Desde a criação do Fórum Macau em outubro de 2003, as comunidades lusófonas de Macau começaram a juntar-se em associações, a maioria das quais de "naturais e amigos" de um determinado país porque, explica Helena Brandão, presidente da Associação dos Amigos de Moçambique, que tem 80 associados, "muitas pessoas acabam por ter contacto com o país através dos amigos ou por terem familiares moçambicanos".

"A associação existe para juntar as pessoas e para divulgar a cultura moçambicana, mas é um polo de união de todos os que gostam de Moçambique e não apenas daqueles que lá nasceram ou são moçambicanos", explicou.