Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Câmara de Lagoa repudia criticas de seguradoras aos apoios dados a cidadãos afetados pelo tornado

Lusa Visão Verde

  • 333

Loulé, 27 nov (Lusa) -- O presidente da Câmara de Lagoa repudiou hoje as declarações do presidente da Associação Portuguesa de Seguradores segundo as quais o apoio do Governo aos cidadãos com bens afetados pelo tornado de 16 de novembro é "pouco razoável".

"A crítica expressa à disponibilidade do Governo para apoiar as situações que se justifiquem socialmente e a recondução a uma insensível e simplista atitude de ter ou não ter seguro, é despropositada, socialmente insensível e ignora o direito fundamental à habitação constitucionalmente previsto", lê-se no comunicado enviado à agência Lusa pela câmara de Lagoa.

Em declarações à Lusa, o presidente da Associação Portuguesa de Seguros, Pedro Seixas Vale, criticou na segunda-feira o Governo por ter criado um fundo de emergência, para cobrir "todas as situações [não cobertas] que se justifiquem socialmente".