Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

BE diz que rescisões na função pública são "programa de chantagem violenta"

Lusa Visão Verde

  • 333

Porto, 19 mar (Lusa) -- O coordenador do BE João Semedo considerou hoje que as rescisões na administração pública são um "programa de chantagem violenta", criticando que Governo e "vozes de alguns endinheirados" sejam "os únicos" a opor-se ao aumento do salário mínimo.

Em declarações aos jornalistas à margem da tertúlia "Como mudar o norte", organizada pelo semanário "Ponto Norte", João Semedo afirmou que "o Governo anunciou recentemente uma nova vaga de austeridade que, tal como as anteriores, incidirá e abater-se-á sobretudo sobre os trabalhadores e mais em particular, como também é costume, sobre os trabalhadores da administração pública".

"O que o Governo anunciou é um programa de chantagem violenta sobre os trabalhadores de mais fracos recursos na administração pública. É extraordinário que um Governo que constata um aumento brutal do desemprego, as únicas soluções que tem são aquelas que promovem mais desemprego", criticou.