Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Autárquicas: Presidente da Câmara assegura que Coimbra "deixará de ser subserviente"

Lusa Visão Verde

  • 333

Coimbra, 21 out (Lusa) -- O presidente da Câmara de Coimbra, Manuel Machado, assegurou hoje, no discurso da sua tomada de posse, que a cidade "não será mais cúmplice de quem a quer menorizar" e que "deixará de ser subserviente".

Perante o poder central, "perante quem quer que seja, Coimbra não será mais cúmplice de quem a quer menorizar, nem voltará a ser humilhada por ninguém", afirmou Manuel Machado, eleito em 29 de setembro, pelo PS, presidente da Câmara de Coimbra, cargo que já tinha ocupado entre 1990 e 2001.

"Coimbra vai ter outra vez voz própria" e "voltará a comandar o seu destino", sublinhou o autarca, garantindo: "Estamos civicamente despertos, tecnicamente preparados e politicamente determinados a lutar por uma cidade mais justa e acolhedora, que corresponda às aspirações dos munícipes e contribua positivamente para o desenvolvimento de Portugal".