Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Austeridade: Medidas não atingem "escandalosas rendas do setor energético" - SMMP

Lusa Visão Verde

  • 333

Lisboa, 03 mai (Lusa) - O presidente do Sindicato dos Magistrados do Ministério Público lamentou hoje que o Governo continue a penalizar os que "já mais contribuíram" e mantenha "intocadas as escandalosas rendas do setor energético e as rendibilidades injustificadas das parcerias público-privadas".

Em declarações à agência Lusa, o presidente do Sindicato dos Magistrados do Ministério Público (SMMP), Rui Cardoso, considerou ainda que as medidas anunciadas hoje pelo primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, não prevêm qualquer "reforma do Estado", quanto às suas funções ou à forma como as desempenha, mas apenas uma "redução de custos", virada para os trabalhadores e pensionistas.

Segundo Rui Cardoso, há muitos aspetos nas medidas hoje anunciadas por Pedro Passos Coelho que "permanecem obscuros" e "pouco claros", adiantando esperar que, com o tempo, sejam clarificados e devidamente esclarecidos.