Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Aumentos da eletricidade são maus para as famílias e para a dívida tarifária - DECO

Lusa Visão Verde

  • 333

Lisboa, 16 out (Lusa) -- A DECO criticou hoje a proposta de aumento de 2,8% dos preços da eletricidade, a partir de 1 de janeiro de 2013, por considerar que vai agravar as dificuldades das famílias e, ao mesmo tempo, a dívida tarifária.

O secretário-geral da DECO, Jorge Morgado, disse à Lusa que a proposta da Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE), divulgada na segunda-feira, "tem dois problemas: em primeiro lugar o de ser um aumento, que vem numa senda de um aumento generalizado da carga fiscal no próximo ano".

"Com esta decisão vamos agravar o défice tarifário e, se se mantiver este quadro, os consumidores vão ficar a dever 3,6 mil milhões de euros em 2013", declarou o porta-voz da DECO, realçando que "um dia este dinheiro tem que ser pago na fatura [da eletricidade] ou no IRS".