Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Aumento da luz em 2,8% não estimula os comercializadores em regime livre -- Endesa

Lusa Visão Verde

  • 333

Lisboa, 31 out (Lusa) - O presidente da Endesa Portugal, Nuno Ribeiro da Silva, afirmou hoje que o aumento de 2,8% dos preços da eletricidade, a partir de janeiro, não estimula os comercializadores em regime livre a atuarem no mercado doméstico "com agressividade".

À margem do XI Fórum da energia, promovido pelo Diário Económico, Nuno Ribeiro da Silva defendeu que "a tarifa que agora foi proposta e que, em princípio será corrigida em março, não é suficiente ou não é muito estimulante para os comercializadores em regime livre atuarem no mercado com agressividade".

"Com esta tarifa que agora está em discussão não estamos com condições para aumentar a agressividade no mercado para concorrência no segmento doméstico", declarou.