Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Atribuição da chancela DOP ao cordeiro mirandês peca por ser tardia - Câmara

Lusa Visão Verde

  • 333

Miranda do Douro, 09 nov (Lusa) - A Câmara de Miranda do Douro considerou hoje que a atribuição da chancela de Dominação de Origem Protegida (DOP) por parte da Comissão Europeia (CE) ao cordeiro mirandês "peca por ser tardia".

"A carne de cordeiro mirandês já estava aprovada e reconhecida por despacho do Estado português desde 05 de novembro de 2009 e lamentavelmente foram precisos três anos para que esta carne de qualidade superior fosse aprovada pela CE", disse Anabela Torrão, vereadora do município de Miranda do Douro.

A também ex-secretária técnica da Associação de Curadores de Raça Churra Garela Mirandesa acrescentou que, finalmente, há o "reconhecimento" deste património genético do planalto mirandês, sendo encarado como um "louvor" ao trabalho dos criadores, dos técnicos e de toda a associação de produtores daquela raça.