Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Associação Cívica de Espinho critica alterações a Plano de Urbanização "sem discussão prévia"

Lusa Visão Verde

  • 333

Espinho, 21 dez (lusa) - A Associação Cívica de Espinho (ACIVE) acusa a Câmara Municipal de ter suspendido o Plano Geral de Urbanização (PGU) com vista a uma "profunda alteração" do modelo local de desenvolvimento urbano, "sem a prévia discussão pública".

Pinto Moreira, presidente da Câmara, responde que "essa posição da ACIVE só pode dever-se a distração, ignorância ou, o que é mais grave, má-fé, já que entre setembro e outubro a autarquia realizou três sessões públicas nas juntas de freguesia de Anta, Silvalde e Espinho, que são as zonas afetadas pela suspensão. Se a associação não participou, foi porque não quis".

Em comunicado, a ACIVE refere que a suspensão do PGU foi deliberada em julho e poderia ser "perfeitamente natural dado que o atual plano data de 1973".