Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Ambientalistas dizem que Estado vai falhar medidas da UNESCO para Foz Tua

Lusa Visão Verde

  • 333

Redação, 13 dez (Lusa) - Ambientalistas e defensores da Linha do Tua afirmaram hoje que o Estado português não vai cumprir os "difíceis" compromissos assumidos com a UNESCO, cuja concretização será mais cara do que parar a barragem.

As diversas entidades opositoras ao empreendimento avançaram, em comunicado enviado à Lusa, que o Estado deveria elaborar até 01 de fevereiro um "Plano de Gestão da Zona", com força de lei, que proteja o Douro "dos impactos cumulativos de infraestruturas como barragens, linhas elétricas e estradas".

Esse plano, referem, anda a ser preparado nos gabinetes, sem ouvir as partes interessadas e, se o Estado cumprir o prazo, "algo improvável", será "inevitavelmente" em detrimento das populações e da economia local.