Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Alqueva: Dirigente agrícola crítica ritmo "lento" de obras, empresa garante que decorrem "como previsto"

Lusa Visão Verde

  • 333

Beja, 13 set (Lusa) - Um dirigente da Federação das Associações de Agricultores do Baixo Alentejo (FAABA) criticou hoje o alegado ritmo "lento" de obras do Alqueva, mas a empresa gestora do projeto garante que estão a decorrer "como previsto".

"Nota-se, a olho nu, que as obras estão a decorrer muito lentamente", disse à agência Lusa Luís Mira Coroa, apontando, como exemplo, o ritmo das obras do bloco de rega de Pedrogão, que "abrandou completamente" por alegada "falta de financiamento".

Confrontado pela Lusa, o porta-voz da Empresa de Desenvolvimento e Infraestruturas do Alqueva (EDIA), Carlos Silva, garantiu que as obras decorrem "como previsto" e não há obras paradas ou a decorrer num ritmo lento "por razões relacionadas com financiamento".