Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Açores: Crescente deportação de emigrantes pode ser justificada pela "exposição" às novas sociedades - estudo

Lusa Visão Verde

  • 333

Ponta Delgada, 25 set (Lusa) - A crescente deportação de emigrantes dos Açores nos EUA e Canadá, sobretudo trabalhadores da construção civil com baixa escolaridade, poderá resultar da "exposição" às novas sociedades em que passaram a estar inseridos, refere um estudo hoje divulgado.

O documento conclui, "com algum grau de razoabilidade", que se trata de um fenómeno "em parte consequência da exposição a condições estruturais das sociedades norte-americana e canadiana que potenciam ou favorecem a prática de atos criminosos", especialmente numa comunidade emigrante que "não ultrapassou muitas das características de uma sociedade de origem que é, maioritariamente, de baixo estatuto social e cultural".

Este estudo, apresentado em Ponta Delgada pelo Centro de Estudos Sociais da Universidade dos Açores, indica que, entre os 1.175 casos de deportação contabilizados desde 1987, quase 57 por cento aconteceram nos últimos 10 anos.