Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Vítor Gaspar concorda com Durão Barroso sobre austeridade, por si só, não ser suficiente

Lusa economia

  • 333

Bruxelas, 25 abr (Lusa) -- O ministro das Finanças, Vítor Gaspar, disse hoje, em Bruxelas, estar "inteiramente de acordo" com o presidente da Comissão Europeia, Durão Barroso, sobre os limites da política de austeridade, no sentido de esta não ser, por si só, suficiente.

Questionado, à margem de uma conferência sobre estabilidade e integração financeira, sobre declarações de esta semana, de Durão Barroso, que muitos entenderam como uma viragem de discurso de Bruxelas, no sentido de se terem atingido os limites da austeridade, Vítor Gaspar salientou que "o presidente da Comissão Europeia destacou logo no princípio da resposta" citada que "é crucial que os países com programa sejam capazes de reduzir os seus níveis de endividamento, equilibrar os seus orçamentos e assegurar a estabilidade financeira".

"Naturalmente estes pontos são muito importantes e eu estou inteiramente de acordo", comentou.