Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Vinhos: Setor em Portugal está "pouco orientado para o mercado" e mais "vulnerável" à competição estrangeira

Lusa economia

  • 333

Porto, 21 jul (Lusa) -- O setor dos vinhos em Portugal está "pouco orientado para o mercado" e desconhece as preferências do consumidor, o que o torna mais "vulnerável às investidas" de vinhos estrangeiros, conclui o estudo de um investigador português.

Apresentada na semana passada na Faculdade de Economia da Universidade do Porto, a tese de doutoramento de Paulo Matos Graça Ramos -- docente da Faculdade de Ciências Humanas e Sociais da Universidade Fernando Pessoa -- defende que a competitividade do setor nacional dos vinhos depende do investimento num maior conhecimento do mercado e dos gostos dos consumidores.

De acordo com as conclusões do trabalho, esta "ineficiência" na orientação para o mercado deixa o mercado nacional de vinhos muito mais "permeável às investidas" comerciais vindas do exterior, sendo disso exemplo o recente 'boom' de consumo do vinho italiano Lambrusco no mercado português.