Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

UE/Previsões: "É preciso tempo" e reformas em Portugal devem prosseguir -- vice-presidente CE

Lusa economia

  • 333

Coimbra, 22 fev (Lusa) - A vice-presidente da Comissão Europeia Viviane Reding recusou hoje um eventual falhanço do programa de ajustamento económico e financeiro a Portugal, defendendo que "é preciso tempo" para produzir efeitos.

Viviane Reding reagia, em Coimbra, às previsões da Comissão Europeia, hoje divulgadas, que apontam para uma contração de 1,9% da economia portuguesa este ano, o dobro em relação a 2012.

Frisando que as "novas gerações" têm uma "herança pesada" para saldar no futuro, a comissária para a Justiça da União Europeia quis deixar aos portugueses uma "mensagem de otimismo".