Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Tributação das pensões mais altas deve estar a pagar juros da dívida - Reformados Indignados

Lusa economia

  • 333

Lisboa, 05 mar (Lusa) -- O ex-presidente do BCP Filipe Pinhal, que lidera o movimento dos reformados indignados (MRI), defendeu hoje que a Contribuição Extraordinária de Solidariedade é "injusta" e deverá estar a servir para pagar juros da dívida pública e não para ajudar os mais pobres.

"Isso é um escrutínio que não está feito e alguém poderia fazer. Solidariedade significa que os mais ricos ajudam os mais pobres e a CES provavelmente está a servir para pagar juros da dívida pública e não para pagar as pensões mais baixas", disse o ex-gestor durante uma conferência de imprensa de apresentação do movimento, que conta atualmente com cerca de 70 signatários.

Em causa está a introdução este ano da CES (Contribuição Extraordinária de Solidariedade), estipulada entre os 3,5% e os 10%, sobre as pensões superiores a 1.350 euros.