Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Tribunal suspende horário de 40 horas em 13 câmaras do distrito de Coimbra

Lusa economia

  • 333

Coimbra, 22 out (Lusa) -- O Tribunal Administrativo e Fiscal de Coimbra (TAFC) admitiu as providências cautelares interpostas por um sindicato contra a aplicação do horário semanal de 40 horas semanais em 13 câmaras e duas empresas municipais daquele distrito.

"O tribunal deu razão" ao Sindicato Nacional dos Trabalhadores da Administração Local e Regional (STAL) na "luta contra a aplicação das 40 horas semanais" naquelas autarquias e serviços municipais, disse hoje, à agência Lusa, o coordenador regional de Coimbra daquele sindicato, Licínio Maia Azedo.

As providências cautelares, interpostas pela Direção Regional de Coimbra do STAL, visaram suspender "a aplicação do horário de 40 horas na administração local sem respeito pela legalidade, nomeadamente a falta de consulta às estruturas representativas dos trabalhadores por parte das autarquias", adianta, num comunicado a estrutura sindical.