Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Transferências para transportadoras são iguais a gasto do Ministério da Economia em 'software' - PCP

Lusa economia

  • 333

Lisboa, 07 nov (Lusa) - O PCP questionou hoje o esforço que o ministro da Economia estará a fazer no corte da despesa, dando como exemplo 23,6 milhões de euros para investimento nas empresas de transportes públicos e valor idêntico para 'software'.

O deputado do Partido Comunista Bruno Dias alertou hoje no parlamento, onde Àlvaro Santos Pereira está a ser ouvido no âmbito da discussão na especialidade do Orçamento do Estado para 2013, que o Ministério da Economia tem inscrito para 2013 transferências de capital para as empresas de transportes públicos de cerca de 23,6 milhões de euros, na qual se inclui a Carris, STCP, CP, Metro Mondego, Metro do Porto, Metro de Lisboa e Transtejo, enquanto que "isto corresponde mais ou menos ao orçamento do Ministério equivalente à despesa prevista com o 'software' informático", de 23,4 milhões de euros.

"Acha que isto é normal?", perguntou retoricamente Bruno Dias, acrescentando que quando o Governo fala "em despesismo" se é desta situação que "está a falar".