Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

"Tenho obrigação de ajudar na transição" da TAP -- Fernando Pinto

Lusa economia

  • 333

Lisboa, 12 nov (Lusa) - O presidente da TAP, Fernando Pinto, considera que tem a "obrigação de ajudar na transição" da companhia aérea para o futuro dono, no âmbito da privatização, deixando, depois, a sua continuação à frente da empresa em aberto.

Em declarações à Lusa, o presidente da TAP disse que tem "obrigação de ajudar" no processo de transição da companhia aérea, atualmente detida pelo Estado português, admitindo que esta fase "pode levar meses".

"Continuo a dizer que quero estar na privatização e para a transição e depois vamos ver. Não penso a essa distância tão grande", afirmou hoje à Lusa Fernando Pinto, à margem do lançamento do livro "Portugal vale a pena", em Lisboa, quando questionado se admite continuar depois da empresa passar a ser gerida por privados.