Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Tailândia: FMI vai abrir representação para reforçar apoio à Birmânia

Lusa economia

  • 333

Banguecoque, 13 jul (Lusa) -- O Fundo Monetário Internacional vai abrir uma representação na capital tailandesa para reforçar o seu apoio aos esforços da Birmânia de retoma da economia, anunciou na noite de quinta-feira a diretora-geral, Christine Lagarde.

O gabinete do FMI estará sedeado no Bank of Thailand em Banguecoque e prestará "assistência técnica" à Birmânia, disse Lagarde, sem especificar a data de início de atividade dessa representação, que apoiará também o Laos.

O FMI publicou em maio o seu primeiro relatório sobre a Birmânia em décadas, apelando às autoridades locais para promoverem as reformas de modo a melhorar o ambiente de negócio e investimento, através da modernização do setor financeiro e da liberalização do comércio.