Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Submarinos:MP arquivou investigação à atuação de advogado Bernando Ayala por falta de indícios

Lusa economia

  • 333

Lisboa, 23 jul (lusa) - O Ministério Público informou hoje que arquivou o processo que tinha como "exclusivo objetivo" investigar a atuação de um dos advogados que representou o Estado português no negócio dos subamrinos, após concluir pela "inexistência de indícios" de crime.

"Após aturadas investigações, nomeadamente de análise e cruzamento de informação recolhida, concluiu o Ministério Público (MP) pela inexistência de indícios da prática de crime", refere uma nota do Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP) em resposta à questões colocadas pela agência Lusa.

O esclarecimento do DCIAP, dirigido por Cândida Almeida, surgiu depois de a SIC ter noticiado no fim-de-semana que a investigação sobre a compra de dois submarinos por Portugal aos alemães da Ferrostal parece condenada ao fracasso, após o único suspeito constituído arguido - o advogado Bernardo Ayala - deixar de o ser, por falta de provas do seu envolvimento no caso antes da assinatura do contrato.