Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

S&P diz que decisão do TC "não terá impacto imediato" no 'rating' de Portugal

Lusa economia

  • 333

Lisboa, 09 abr (Lusa) -- A agência de notação financeira Standard & Poor's (S&P) considerou hoje que a decisão do Tribunal Constitucional de chumbar quatro das normas inscritas no Orçamento do Estado para 2013 "não terá impacto imediato" no 'rating' de Portugal.

As normas chumbadas referem-se à suspensão do pagamento do subsídio de férias a funcionários públicos, aos contratos de docência de investigação e aos pensionistas e a criação de uma taxa sobre as prestações por doença e por desemprego.

O primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, garantiu no domingo que o Governo não irá aumentar os impostos como forma de compensar as normas orçamentais chumbadas, optando por reduzir a despesa pública com a segurança social, saúde, educação e empresas públicas.