Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Sindicatos da TAP dizem que garantias de German Efromovich "são demasiado vagas"

Lusa economia

  • 333

Lisboa, 12 dez (Lusa) - Oito dos 14 sindicatos da TAP estiveram hoje reunidos com os deputados no Parlamento para transmitirem a sua oposição à proposta de German Efromovich no âmbito da privatização da companhia aérea, considerando que as garantias dadas aos trabalhadores "são demasiado vagas".

Nuno Fonseca, da direção do Sindicato dos Tripulantes de Cabine (SNPVAC), em nome de todos os sindicatos, afirmou à Lusa que no processo de privatização da TAP "existe a preocupação de que as garantias dadas no caderno de encargos são demasiado vagas, principalmente aquelas que são dadas aos trabalhadores".

O sindicalista mostrou preocupação pelo facto de o caderno de encargos não garantir explicitamente que Lisboa continue a ser um 'hub' (plataforma), que a companhia continue sedeada na capital e de que não haveria despedimentos.