Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Sindicato dos trabalhadores da CGD diz que cortes salariais são "injustos e inaceitáveis"

Lusa economia

  • 333

Lisboa, 13 nov (Lusa) -- O Sindicato dos Trabalhadores do Grupo Caixa Geral de Depósitos considerou hoje "injusto e inaceitável" que os trabalhadores fiquem sujeitos aos cortes salariais da função pública devido a uma alteração prevista na proposta do Orçamento do Estado.

Em declarações à agência Lusa, Manuela Graça, membro da direção do Sindicato dos Trabalhadores do Grupo Caixa Geral de Depósitos, disse que apesar de os cortes serem "injustos", não "são uma novidade" para o sindicato, mas sim uma reafirmação do que o ministro das Finanças já havia dito e que também consta na proposta do Orçamento do Estado para 2013.

"São cortes injustos e é por isso que vamos continuar a lutar contra eles a começar já por amanhã [quarta-feira) na greve geral", frisou.