Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Setor público tem "enorme carga de trabalhos" e precisa de "gente que não faça mais nada" - Teodora Cardoso

Lusa economia

  • 333

Lisboa, 29 jan (Lusa) -- A presidente do Conselho das Finanças Públicas (CFP), Teodora Cardoso, afirmou hoje que a administração pública "tem uma enorme carga de trabalho" e que os sacrifícios pedidos exigem "gente qualificada que não faça mais nada".

Na conferência organizada hoje, em Lisboa, sobre a reforma do setor público português, o economista Marco Cangiano, técnico do Fundo Monetário Internacional que está atualmente de licença sabática, mostrou-se "surpreendido" com a imagem negativa dos serviços públicos em Portugal, que considera "competentes e dedicados".

Questionada pela agência Lusa à margem do evento, Teodora Cardoso reconheceu que "as pessoas que, neste momento, têm responsabilidade na administração pública têm uma enorme carga de trabalho e, muitas vezes, isso não lhes é reconhecido".