Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

"Sem redução profunda na despesa estrutural do Estado não se antecipa equilíbrio" - CSP

Lusa economia

  • 333

Lisboa, 04 mar (Lusa) - O presidente da Confederação Serviços de Portugal (CSP), Luís Reis, defendeu hoje que se não houver uma redução profunda na despesa estrutural do Estado será difícil antecipar um patamar de equilíbrio económico.

"Sem uma redução profunda na despesa estrutural do Estado não se antecipa um patamar para o equilíbrio" económico, que leve ao financiamento da economia e ao desagravamento fiscal sobre as empresas e particulares, afirmou Luís Reis, num encontro com jornalistas no qual apresentou um conjunto de medidas para reduzir custos de contexto.

"Há uma aparente redução da intensidade do corte de medidas estruturais", disse Luís Reis, acrescentando que a Confederação "sempre defendeu que o ajustamento devia ser feito pelo lado da despesa".