Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Saúde: Apifarma reitera dívida de 929,5 milhões dos hospitais à indústria farmacêutica

Lusa economia

Lisboa, 18 ago (Lusa) -- A Apifarma reiterou hoje que a dívida das unidades do Serviço Nacional de Saúde (SNS) às empresas suas associadas é, em julho deste ano, de 929,5 milhões de euros, depois de a tutela ter rejeitado estes valores.

Lisboa, 18 ago (Lusa) -- A Apifarma reiterou hoje que a dívida das unidades do Serviço Nacional de Saúde (SNS) às empresas suas associadas é, em julho deste ano, de 929,5 milhões de euros, depois de a tutela ter rejeitado estes valores.

De acordo com o relatório mensal da Associação Portuguesa da Indústria Farmacêutica (Apifarma), divulgado na segunda feira, as dívidas dos hospitais à indústria farmacêutica subiram dois milhões de euros por dia durante o mês de julho, totalizando quase 930 milhões, demorando agora as unidades de saúde 349 dias para pagar aos fornecedores.

Contudo, estes valores não foram confirmados pelo Ministério da Saúde, que garantiu na terça feira que irá empenhar-se na resolução do problema. "O Ministério da Saúde não confirma os valores referidos pela Apifarma. No entanto, reafirma-se o empenho em reduzir o volume da dívida dos hospitais à indústria farmacêutica, bem como em manter a redução dos prazos médios de pagamento que se tem paulatinamente registado", disse fonte do ministério, por escrito, à Lusa.