Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

REN gasta mais quatro milhões em 2012 com reposição das condições remuneratórias congeladas

Lusa economia

  • 333

Lisboa, 07 mar (Lusa) - A REN gastou mais quatro milhões de euros com pessoal em 2012, um acréscimo de 8,4% em relação ao período homólogo, devido à reposição das remunerações dos trabalhadores na sequência da privatização da gestora das redes energéticas.

"A empresa repôs o pagamento da componente salarial ligada ao desempenho bem como a atualização salarial, que estavam suspensas, o que conduziu a um aumento dos encargos financeiros", afirmou o presidente da REN, Rui Cartaxo, na apresentação dos resultados relativos a 2012.

Neste contexto, os custos com pessoal aumentaram 8,4% no último ano, impulsionando os custos operacionais da empresa, que cresceram 4,2% em 2012 em relação ao período homólogo.