Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Reformas não são implementadas para agradar à 'troika' -- Draghi

Lusa economia

  • 333

Frankfurt, 22 jan (Lusa) -- O presidente do Banco Central Europeu (BCE), Mario Draghi, afirmou hoje que as reformas feitas no âmbito da crise financeira devem ser mantidas e que não são tomadas para satisfazer Bruxelas, Frankfurt ou Washington.

"O consenso social por trás das reformas precisa de ser mantido. Estas reformas não são implementadas para agradar a Bruxelas ou Frankfurt ou Washington, mas pelo profundo interesse próprio das economias a que dizem respeito e a toda a zona euro", afirmou Draghi no discurso de Ano Novo perante a Câmara de Comércio e Indústria de Frankfurt, de acordo com o texto do discurso disponibilizado pelo BCE.

O dirigente do BCE salientou que a aplicação das reformas vai fazer com que "as economias funcionem melhor, mais eficazmente e, sim, de forma mais justa".