Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Reformas estruturais devem ir além do que está previsto no programa e do seu horizonte temporal - FMI

Lusa economia

  • 333

Lisboa, 12 dez (Lusa) - O chefe da missão do Fundo Monetário Internacional, Abebe Selassie, afirmou hoje que espera que as reformas estruturais continuem a ser implementadas para além do final do programa da 'troika' e das que lá estão previstas.

"O terceiro falhanço de política foi não implementar reformas estruturais. Espero que não sejam limitadas aos conteúdos do programa mas que continuem nos próximos anos", afirmou o responsável na sua apresentação na Ordem dos Economistas, em Lisboa, sobre causas e soluções para a crise económica e financeira de Portugal.

Abebe Selassie diz que a análise dos parceiros da 'troika' - Fundo Monetário Internacional, Comissão Europeia e Banco Central Europeu - sugerem já que estas reformas poderão recompensar em termos de crescimento económico.