Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Realizadores portugueses acusam Durão Barroso de trair compromisso europeu

Lusa economia

  • 333

Lisboa, 18 jun (Lusa) - A Associação Portuguesa de Realizadores (APC) acusou hoje o presidente da Comissão Europeia, Durão Barroso, de ter traído "o compromisso com os Estados-membros" ao desvalorizar a defesa do setor audiovisual e cultural europeu.

Em comunicado enviado à agência Lusa, a associação manifestou-se perplexa com Durão Barroso, que na terça-feira acusou França - e os signatários da petição "A exceção cultural não é negociável" - de ser "reacionária", por exigir a exclusão do setor audiovisual e cultural europeu das negociações para um acordo de comércio livre com os Estados Unidos.

Em entrevista na segunda-feira ao International Herald Tribune, o presidente da Comissão Europeia assegurou que acredita na proteção da diversidade cultural, mas rejeita isolar a Europa.