Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Programa de Ajustamento Financeiro da Madeira atrasa execução da Lei de Meios da Madeira

Lusa economia

  • 333

Funchal, 27 mai (Lusa) - O vice-presidente do Governo Regional da Madeira, João Cunha e Silva, disse hoje que a execução da Lei de Meios não anda "mais depressa" devido a impedimentos impostos pelo Programa de Ajustamento Económico e Financeiro (PAEF).

"Isto só não vai mais depressa porque nos impuseram através do Programa de Ajustamento Económico e Financeiro um limite de investimento de 150 milhões de euros por ano, senão ia mais depressa com certeza", afirmou João Cunha e Silva após uma audição parlamentar solicitada pelo CDS-PP/M sobre a "execução da Lei de Meios".

A Lei de Meios foi criada pelo Governo da República para acudir às consequências do temporal de 20 de fevereiro de 2010 que fez 43 mortos, seis desaparecidos e 1080 milhões de euros de prejuízos.