Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Programa cautelar que seja continuidade do resgate "é o pior" para a economia - Francisco Louçã

Lusa economia

  • 333

Lisboa, 22 out (Lusa) - O antigo líder do Bloco de Esquerda Francisco Louçã manifestou-se hoje contra um programa cautelar que seja a continuidade do atual programa de resgate, defendendo que isso "é o pior que a economia portuguesa pode ter".

Na sua intervenção numa conferência organizada hoje em Lisboa pela Antena 1 e pelo Diário Económico, Francisco Louçã afirmou que a consolidação orçamental dos últimos quatro anos custou 25 mil milhões de euros e representou uma redução de apenas 0,3% do PIB.

"Os cortes cumulativos permitiram um pequeno ajustamento orçamental de cerca de três décimas do Produto Interno Bruto (PIB). Não resulta e a economia está mais incapaz de responder. O PIB potencial está a reduzir-se substancialmente, perdemos capital humano, perdemos qualificações e competências, perdemos investimento e perdemos estrutura produtiva", afirmou.