Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Produtores de pera rocha preocupados com quebras nas vendas por alterações comunitárias

Lusa economia

  • 333

Cadaval, 12 mar (Lusa)- Os produtores de pera rocha do oeste manifestaram-se hoje preocupados com a previsível quebra nas exportações ao vir a ser proibido pela União Europeia o uso de um produto que conservava o aspeto do fruto.

"Vai ser mau porque não vamos conseguir exportar tanta produção, porque todo o mundo tem autorização para utilizar a 'difenilamina'(DPA), mas vai ficar proibida este ano na União Europeia (EU)", afirmou à agência Lusa Sofia Comporta, secretária-geral da Associação Nacional de Produtores de Pera Rocha (ANP).

Até 2010, o antioxidante era aplicado nas peras conservadas em frio, para retardar em cerca de dois meses o aparecimento na casca de manchas acastanhadas, de textura áspera, o chamado "escaldão", que não afeta as peras e outras frutas produzidas em países como a Bélgica, a Holanda, a França e parte da Itália, os principais produtores de pera europeus.