Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Privatizações: Compra da EDP por chinesa provou que empresas não europeias podem entrar em Portugal - Paulo Portas

Lusa economia

  • 333

Brasília, 07 set (Lusa) - O ministro dos Negócios Estrangeiros português afirmou na quinta-feira, no Brasil, que a compra da EDP por uma empresa chinesa provou que companhias não europeias têm as mesmas possibilidades de ganhar um processo de privatização em Portugal.

"Quando da privatização da EDP, verificando-se que a proposta chinesa era melhor, ganhou a chinesa. Isso provou que pode ser uma empresa não europeia e, apresentando a melhor proposta, ganhar uma privatização em Portugal", defendeu Paulo Portas, quando questionado sobre uma possível participação de empresas brasileiras na venda da companhia aérea TAP.

Duas empresas aéreas brasileiras, TAM e Gol, demonstraram interesse em participar no concurso da TAP.