Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Previsões económicas terão de ser revistas caso se mantenha quebra na procura externa - Passos Coelho

Lusa economia

  • 333

Lisboa, 15 fev (Lusa) - O primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, admitiu hoje que as previsões económicas do Governo terão de ser revistas caso se mantenha em 2013 o nível de procura externa registado no final de 2012.

"O resultado, apesar de não ser muito divergente, transporta-nos para um nível de procura externa que, a manter-se durante o ano de 2013 não nos permitiria manter as previsões que fizemos", afirmou.

No debate quinzenal no Parlamento, Pedro Passos Coelho considerou que "não é significativa" a diferença entre a previsão do Governo, que apontava para um recuo de três por cento do PIB em 2012, e os números avançados pelo INE, que o situam nos 3,2 por cento.