Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Presidente do Politécnico de Coimbra diz ser preocupante "banalização da prepotência"

Lusa economia

  • 333

Coimbra, 23 out (Lusa) -- O presidente do Instituto Politécnico de Coimbra (IPC), Rui Antunes, afirmou hoje que "a banalização da prepotência e da desconsideração institucional é preocupante" e que terá "consequências na nossa cultura cívica".

Para o responsável pela instituição, que falava, na tarde de hoje, na Escola Superior Agrária de Coimbra (um dos estabelecimentos que integra o IPC), na Abertura Solene das Aulas do Ano Letivo 2013/2014 no Politécnico de Coimbra, "tão grave quanto os cortes no orçamento é o modo como são feitos".

Os cortes orçamentais, designadamente no ensino superior, são feitos "numa atitude de manifesto desprezo pelas instituições", sustentou Rui Antunes, referindo que o IPC ficou a saber que foram de novo cortadas as suas dotações orçamentais porque os seus responsáveis consultaram o "portal da Direção-Geral do Orçamento" e verificaram que lhe "tinham tirado mais uns milhões" de euros.