Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Presidente do BCP diz que não há cartel da banca em Portugal e ataca reputação do Barclays

Lusa economia

  • 333

Lisboa, 10 abr (Lusa) -- O presidente do banco BCP recusou hoje a existência de um cartel entre bancos para concertar 'spreads' e comissões e atacou o Barclays, que alegadamente denunciou a situação, lembrando várias "situações internas questionáveis" do banco.

Em declarações à margem da conferência "Os novos padrões internacionais do GAFI sobre a luta contra o branqueamento de capitais e o financiamento do terrorismo: inovações e desafios", organizada pelo Conselho Nacional de Supervisores Financeiros que decorre em Lisboa, Nuno Amado disse ter conhecimento da troca de informações entre os bancos devido às funções que desempenha e deixou fortes críticas ao banco inglês.

"Surpreende-me que um banco como aparentemente o que referiu [o Barclays, que foi referido pelo próprio presidente do BCP], com um conjunto de situações internas muito questionáveis no seu país de origem, tenha, sem conhecimento detalhado da lógica da troca de informações, apenas que eu saiba de produção, com objetivo de aumentar o nível de concorrência entre os bancos, tenha feito o que fez", disse em resposta a questões dos jornalistas.