Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Portugal tem de cumprir metas para evitar dívida pública insustentável - Carlos Costa

Lusa economia

  • 333

Lisboa, 04 jun (Lusa) -- O governador do Banco de Portugal, Carlos Costa, afirmou hoje que Portugal tem de cumprir as metas orçamentais para impedir que a dívida pública atinja níveis insustentáveis, reiterando que isto "está para além da vontade dos decisores políticos".

"No curto prazo, temos de cumprir as metas orçamentais porque se não cumprimos corremos o risco de meter a dívida pública numa trajetória insustentável e comprometer o financiamento futuro", afirmou Carlos Costa, que está hoje a ser ouvido na comissão parlamentar de Orçamento, Finanças e Administração Pública.

De acordo com o governador do Banco de Portugal, "uma dívida tão elevada como a portuguesa impõe uma trajetória muito diferente do que imporia" se o rácio da dívida sobre o Produto Interno Bruto (PIB) fosse mais baixo e isto "está para além da vontade dos decisores políticos, quaisquer que eles sejam".