Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Portugal "está muito longe" quanto a cumprimento dos quadros plurianuais - Teodora Cardoso

Lusa economia

  • 333

Lisboa, 29 jan (Lusa) -- A presidente do Conselho das Finanças Públicas (CFP) afirmou hoje que Portugal "está muito longe" em matéria de cumprimento dos quadros plurianuais, mas acredita que, com "coragem política", é possível que este instrumento se sobreponha aos orçamentos anuais.

Questionada pela agência Lusa sobre se há condições para que, no curto prazo, os quadros plurianuais se sobreponham aos orçamentos anuais, Teodora Cardoso disse que "sim", até porque se trata de "uma questão técnica" e de "melhorar a informação".

No entanto, acrescentou, esta "é basicamente uma questão de vontade política, de coragem política", porque, "se isso for assumido como um compromisso, depois é preciso dar conta dele", disse à margem de uma conferência sobre a reforma do setor público, hoje em Lisboa.